PRÉ-VENDA VIA EVENTBRITE ESGOTADA



Halsey no Rio!

Classificação: 16 anos

“Halsey não quer ser uma popstar, mas fez um disco de pop muito bom”. Com esta definição, o site Sterogum saudou, em junho do ano passado, o lançamento de “Hopeless Fountain Kingdom”, segundo álbum da cantora norte-americana de 23 anos Halsey?. Inspirado no clássico de William Shakespeare “Romeu e Julieta”, o disco teve ótima recepção e é a base da turnê mundial iniciada em 2017 e que chega ao Rio de Janeiro no dia 07 de junho, no Vivo Rio.

Na abertura da noite, em seu primeiro show solo, estará a cantora Lauren Jauregui, do Fifth Harmony. Além do Rio, Halsey fará um show em São Paulo no dia 06 de junho. As apresentações fazem parte da nova etapa de sua turnê mundial, que passará por quatro continentes até setembro. As datas brasileiras são uma realização conjunta de Live Nation e Queremos!?. Os ingressos estarão à venda a partir do dia 02 de abril.

“Halsey” é um anagrama do primeiro nome de Ashley Nicolette Frangipane. Também é o nome de uma rua no Brooklyn que a cantora e compositora nascida em Nova Jersey gostava de frequentar na adolescência. De suas vivências e dificuldades pessoais, Halsey extraiu material para composições como “Ghost”, “Colors” e “New Americana”, base do confessional “Badlands” (2015), seu disco de estreia. O universo soturno retratado em suas letras tem como base um eletropop e o synthpop que se distancia do pop genérico e deixa evidentes as preocupações estéticas da cantora, presentes não só na conceituação de seus discos, mas também nos videos, figurinos, roteiros e cenário dos shows.

Em 2016, Halsey permaneceu 12 semanas seguidas no topo das paradas com sua participação em “Closer”, megahit do duo de EDM Chainsmokers, o que lhe rendeu uma indicação ao Grammy. No mesmo ano, a cantora atraiu uma legião de fãs ao Lollapalooza, em sua primeira visita ao Brasil, e fez uma elogiada apresentação.

Halsey também foi catapultada ao estrelato por suas posições públicas e políticas - ela fala abertamente sobre sexualidade, sua bipolaridade, e fez uma eletrizante participação na Marcha das Mulheres em Nova York em janeiro, ao ler um poema em combate a abusos sexuais e em defesa dos movimentos feministas #metoo e Time’s Up.

Esse conjunto de talento e carisma tem atraído multidões para a turnê de “Hopeless Fountain Kingdom”, que já lotou locais como o Madison Square Garden e tem seis datas em abril antecipadamente esgotadas na Austrália e Nova Zelândia. No repertório do show, os novos hits “Now or Never” e “Sorry” (que ganharam clipes em sequência; clique nos links para assistir), além do hit “Closer” e “Strangers”, que no disco tem colaboração de Lauren Jauregui. Como a cantora fará a abertura, uma dueto no Vivo Rio não está descartado.

Carregando mosaico...